Segundo a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), órgão do governo federal, o Brasil possui cerca de 12% de toda a água doce do planeta, recentemente, escutamos notícias sobre racionamento de água em algumas cidades brasileiras. Sabendo que este bem é finito, podemos tomar algumas atitudes para ajudar na economia de água e também na nossa conta no fim do mês. Que tal conferir estas dicas que separamos para vocês?

 

  1. Procure por vazamentos

Alguns vazamentos podem ser facilmente detectados pelo teste do relógio de água. Você fecha o relógio (hidrômetro) e anota as posições dos ponteiros, feche todas as torneiras e não utilize os sanitários, após uma hora verifique se há mudanças, se houver é muito provável que exista vazamentos.

Já na caixa d’água feche a torneira de boia da caixa para impedir a entrada de água, feche todas as torneiras e não utilize os sanitários. Em seguida faça uma marcação na caixa para indicar o nível de água e aguarde por uma hora. Após esse período se houver um nível inferior ao marcado é sinal que há um vazamento na canalização ou nos sanitários. Os mesmos testes podem ser feitos em reservatórios subterrâneos.

  1. Use moderadamente para a higiene

Tome banhos curtos. Desligue o chuveiro enquanto se ensaboa, essa é uma atitude simples que pode reduzir de 180 para 48 litros cada banho.

Escovar os dentes mantendo a torneira fechada também ajuda economizar até 85% de água.

  1. Use corretamente na limpeza

Na hora de lavar a louça retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas. Faça esse processo antes de abrir a torneira e iniciar a limpeza, lembrando de manter a torneira fechada enquanto ensaboa. Já no caso de máquinas de lavar louça espere encher para ligar.

Na hora de usar a mangueira tenha cautela, pois 15 minutos já são um consumo de 180 litros de água. O ideal é varrer as calçadas, utilizar um balde de água para lavar o carro e acumular roupas para lavá-las todas de uma vez.

  1. Cuide dos reservatórios

O cuidado com os reservatórios têm um papel fundamental na preservação da água limpa. O armazenamento da água da chuva, por exemplo, serve para irrigar o jardim. Ainda para as plantas use água da lavagem de frutas e legumes.

Já nas piscinas evite a evaporação, sendo ela de tamanho médio a economia chega a 3.785 litros ao ano. Para se ter uma ideia isso representa o consumo de quatro pessoas por igual período.

  1. Utilize mecanismos que economizam água

 

Podemos citar o uso de torneiras com fechamento automático, chuveiros com controle de vazão e botões de descargas adaptados para liberar uma quantidade menor de água como opção. Outro item mais simples é o arejador para torneira que mistura ar na água, respingando menos e promovendo economia e o mecanismo de fechamento cerâmico com ¼ de volta, que tem fechamento rápido e evita vazamentos.

Já o uso de sanitários com caixa acoplada no lugar de sanitários com válvula pode reduzir de 15 para 6 litros de água cada descarga, visto a padronização das fabricantes desde 2001.

Gostaram? Confira nossa linha de plásticos e metais sanitários, tenho certeza que irá encontrar algum produto que irá contribuir e muito na economia de água da sua casa!

 

Abraços!

 

Equipe de Metais JAPI